No meio numismático as moedas podem ser classificadas em vários graus ou estados de conservação e esse é um fator relevante, que pode agregar ou depreciar valor na sua moeda antiga.

Esse também é um assunto polêmico, existem padrões diferentes em cada país, algumas divergências entre empresas de certificação de moedas com análises mais e menos criteriosas e muitas vezes o consenso sobre um estado de conservação não é alcançado quando dois colecionadores analisam uma mesma moeda.

Mas para um colecionador que está iniciando no estudo da numismática, gostamos de sugerir a escala de 1 a 10 descrita no Livro das Moedas do Brasil do Claudio Amato e Irlei Soares, que determina estados de conservação de moedas numa linguagem mais acessível.

Não entraremos no mérito se a escala de estados de conservação está correta, atual ou desatualizada, nosso foco é ajudar quem está iniciando na numismática a entender o básico sobre o assunto.

Se você procura mais detalhes sobre estados de conservação de moedas, inclusive sobre a escala Sheldon, recomendamos os artigos abaixo:

Escala Sheldon: definir estado de conservação de moedas não circuladas
Descubra o método que colecionadores de moedas e numismatas usam para definir o estado de conservação de moedas não circuladas com a escala Sheldon.
Escala Sheldon: tradução e equivalência com a escala brasileira de estados de conservação de moedas
Este artigo será dedicado à tradução e definição de equivalência da Escala Sheldon, utilizada pelos estadunidenses para classificar moedas, para a escada de estados de conservação de moedas utilizada no Brasil.

Com base em recomendações internacionais e da Sociedade Brasileira de numismática, os autores recomendam a utilização de uma lupa de aumento de 7 vezes para analisar o estado de conservação de uma moeda, que pode ser:

1 - Um tanto gasta (UTG)

One Dollar 1889: Um tanto gasta (UTG)

Apresenta somente a silhueta da figura principal, e as letras da periferia, quando existirem, quase sendo engolidas pela orla desgastada. Não são colecionáveis, a não ser em casos de moedas extremamente raras.

Dicionário de termos numismáticos
Sabe aquele termo numismático que você esqueceu ou quer relembrar? o anverso, reverso, bullion, bordo, rebordo, proof, reverso invertido e muitos outros, aqui explicamos o significado de cada um destes termos.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o POOR (Pobre) do padrão internacional.

2 - Regular (R)

One Dollar 1900: Regular (R)

Deve apresentar um mínimo de 22% dos detalhes da cunhagem original, com distribuição irregular dos sinais de forte manuseio sobre o campo da moeda e sua orla. A legenda e a data da moeda devem ser observadas com o auxílio de uma lente.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o G (Good) do padrão internacional.

3 - Regular / Bem conservada (R/BC)

One Dollar 1895: Regular / Bem conservada (R/BC)

Estado de conservação de moeda intermediário, entre Regular  e Bem conservada.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o VG (Very Good) do padrão internacional.

4 - Bem conservada (BC)

One Dollar 1891: Bem conservada (BC)

Os detalhes da cunhagem original devem aparecer em aproximadamente 50%, admitindo-se que alguns detalhes estejam mais aparentes em determinados setores da moeda do que em outros, principalmente nos detalhes altos da cunhagem, letras e números.

A legenda e a data da moeda devem ser visíveis a olho nu, sem se recorrer à utilização da lente. A orla pode estar imperfeita em até 30% da sua aparência original.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o F (Fine) do padrão internacional.

5 - Bem conservada / Muito bem conservada (BC/MBC)

One Dollar 1885: Bem conservada / Muito bem conservada (BC/MBC)

Estado de conservação de moeda intermediário, entre Bem conservada e Muito bem conservada.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com um estado intermediário entre F (Fine) e VF (Very Fine) do padrão internacional.

6 - Muito bem conservada (MBC)

One Dollar 1891: Muito bem conservada (MBC)

Deve apresentar aproximadamente 70% dos detalhes da cunhagem original, porém seu nível de desgaste deve ser homogêneo.

Sua orla admite uma média imperfeição (menos de 20%) da sua aparência original, proveniente de um pequeno desgaste, ou pequeno sinal de manuseio.

Admite-se sinais de uma limpeza, mesmo quando tenham ocasionado pequenos vestígios de de riscos ou manchas no seu campo. Seu aspecto geral deve ser agradável e de fácil identificação.

Dicionário de termos numismáticos
Sabe aquele termo numismático que você esqueceu ou quer relembrar? o anverso, reverso, bullion, bordo, rebordo, proof, reverso invertido e muitos outros, aqui explicamos o significado de cada um destes termos.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o VF (Very Fine) do padrão internacional.

7 - Muito bem conservada / Soberba (MBC/S)

One Dollar 1884: Muito bem conservada / Soberba (MBC/S

Estado de conservação de moeda intermediário, entre Muito bem conservada e Soberba.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com um estado de conservação intermediário entre VF (Very Fine) e EF (Extra Fine) do padrão internacional.

8 - Soberba (S ou SOB)

One Dollar 1888: Soberba (S ou SOB)

Representado pela letra S ou pela sigla SOB, deve apresentar aproximadamente 90% dos detalhes da cunhagem original.

Deve ter no seu campo, algum brilho da cunhagem e sua orla admite uma pequena imperfeição (menos de 10%) de sua aparência original, proveniente de um pequeno desgaste, ou pequeno sinal manuseio.

Admite-se sinais de limpeza, desde que não tenham ocasionado riscos ou manchas no campo da moeda.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o EF (Extremely Fine) ou XF (eXtra Fine) do padrão internacional.

9 - Soberba / Flor de Cunho

One Dollar 1881: Soberba / Flor de Cunho

Estado de conservação de moeda intermediário, entre Soberba e Flor de cunho.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o AU (Almost Uncirculated - Quase não circulada) do padrão internacional.

10 - Flor de Cunho (FC)

One Dollar 1881: Flor de Cunho (FC)

Sem apresentar o menor sinal de desgaste ou manuseio, deve ter no campo o brilho original da cunhagem.

Sua orla deve ser perfeitamente cilíndrica, sem apresentar mossas ou cerceamento.

Dicionário de termos numismáticos
Sabe aquele termo numismático que você esqueceu ou quer relembrar? o anverso, reverso, bullion, bordo, rebordo, proof, reverso invertido e muitos outros, aqui explicamos o significado de cada um destes termos.
Descubra o que é Mossa e Cerceamento na Numsimática

Todos os detalhes da cunhagem, mesmo os mais salientes, tem de apresentar sua aparência original.

Não pode haver, sob nenhuma circunstância, sinais de limpeza física ou química na moeda.

O livro equipara esse estado de conservação de moeda com o UNC (Uncirculated - Não circulada) ou MS (Mint State - Estado de cunhagem) do padrão internacional.


Deu para perceber que o estado de conservação da moeda é algo bem importante para os colecionadores e numismatas, não é mesmo?

Fontes

[1] Descrição de estados de conservação obtidas no Livro das Moedas do Brasil, 15ª edição - Cláudio Amato e Irlei Neves - Uso autorizado pelos autores. Você pode comprar o livro no site da Numismática Neves ou do Claudio Amato